Páginas

29.8.10

Coisas sobre mim.


Me lembrei que quando eu era criança eu tinha muito medo. O porque desse medo eu não sei ao certo, mas era medo de tudo. Medo do escuro, me de ser abandonada, medo de perder meus pais, medo do desconhecido, medo ouvir radio a noite no escuro (aquelas vozes vindas não sei de onde misturada a chiados me arrepiavam de medo), medo de fantasmas, medo de dormir sozinha, medo de acidente, medo de morrer, isso fora os medos normais como de cobra ratos e baratas. Eu tinha medo do mundo todo.

Branca

9 comentários:

Jonathan disse...

É preciso sentir medo pra criar coragem...

Beijinhos = )

Jonathan disse...

É preciso sentir medo para criar coragem...

Tenho certeza de que hoje em dia você é uma mulher corajosa e vitorioza

meus instantes e momentos disse...

saudades de voce.
Tenha uma semana feliz.
Maurizio

Bê Sant Anna disse...

separe a palavra e fale alto muitas vezes: me do


Sal dade. Bê ijos

Felicidade Clandestina. disse...

medos e as pessoas, sempre a mesma contradição :\

Tenho pensado muito sobre isso

:* beijos linda

Raphael Trew disse...

Inocente a criança que tem medo, sem saber que os piores medos ainda estão porvir, apesar de algumas crianças hoje, passarem por medos que eu realmente não suportaria.

Fernando disse...

Ainda tenho alguns medos, mesmo como adulto! Ele está inato.

Abs,
Fernando Piovezam
seuanonimo.blogspot.com

guru martins disse...

...e hoje?

ostons disse...

Oi, muito legal seu blog, adorei as musicas que tocam no blog, so fã do pink floyd. Achei muito legais e interessantes suas postagens, Parabens.

Respondendo seu comentario em meu blog so comprometido não.