Páginas

6.5.09

Vida




A vida segue na sua monotonia do dia a dia. O senso de dever, que é o maior jugo que existe, faz com que tudo a minha volta reclame meus cuidados e atenção.



Sabe quando você mal tem tempo para olhar para dentro de si e perceber o que acontece com você mesmo?


E quando você se dá conta está triste e nem sabe o por quê?


E vez ou outra tem reações extremas, e então se desconhece?


Nessa hora que você percebe que está estrapolando vem a culpa e você sente um vazio.



Ao se abrir com um ou outro amigo ouve diferentes teorias, um fala que você está estressado e precisa de férias se não vai ter um troço, outro fala que você pecisa ir para a igreja se não está condenado a passar a eternidade em um lugar bem pior.


E você fica perdido, culpado e lógico nesse momento falta visão.


Você começa a perceber que você se transformou em uma pessoa super diferente da qual você gostaria de ter sido. Nessa hora você sente o quanto é impotente e tenta achar um culpado. Mas isso tambem não resolve.


Até que um dia, isso para resumir essa estoria toda, você se dá conta que tanta correria no dia a dia faz isso mesmo com as pessoas. As absorve tanto e tanto que elas passam anos sem olhar para dentro de si mesmas. E se perdem. Esse vazio que a gente sente é a falta de nós mesmos.


Sabe aquela que era feliz?


Aquela que podia passar horas a observar as gotinhas de chuva bailando na vidraça da janela?


Aquela que deitava na grama e ao olhar para o céu via carros, elefantes, sorvete etc nas nuvens?


Aquela que andava pelas calçadas da praça brincando de não poder pisar nas linhas?


Aquela que tudo o que queria e esperava era que chegasse as férias para simplesmente poder brincar o dia inteiro.


Aquela que gostava tanto de sentar no colo do avô e brincar de serra serra serrador.


Aquela que pegava uma uma frigideira na cozinha da avó e subia em um baú e se transformava em um pop star com sua guitarra.


Aquela que sonhava acordada com tantos e singelos sonhos e achava que os adultos complicavam muito as coisas.


Aquela que tinha medo do escuro e achava que o lugar mais seguro do mundo era um cantinho da cama dos pais.


Aquela pessoa ainda existe bem dentro de cada um de nós e só quer um pouco mais de atenção. E por você, eu e todos a desprezarem tanto, e tentarem agradá-la somente com impulsos consumistas é que ela brada dentro de nós.


Esse vazio não vai passar se você comprar um carro novo, uma casa maravilhosa, fazer mil cursos de especialização, conseguir o melhor emprego do mundo, ganhar um prêmio na loteria, se enfiar dentro de uma religião qualquer. Esse vazio só vai passar a hora que você parar e perceber quem você de fato é.


by Branca Brazil - Todos os direitos reservados





10 comentários:

Ricardo Pato disse...

Nós esquecer as vezes, que qdo viemos ao mundo, viemos para viver...apreciar a vida de um jeito único!!!
Em vez disso escolhemos sobreviver à rotina, a correria do dia-a-dia!!!
Lindo o texto...continue assim, escrevendo!!! Só as palavras tem a chave que abrirá as portas de seu coração para o mundo

Brazz

Talita Moretto disse...

ate as pessoas perceberem que a vida vale mais do que a rotina,vixee meus netos nasceram e por ae vai...bom blogg ^^

http://www.bolinhodevento.blogspot.com/

Pensadora xD disse...

Unico geito é tentar viver, as pessoas esquecem de tudo e muitas vezes ficamos por traz disso...
entre no meu blogguer tbm
abraços
http://pensadoraxd.blogspot.com

Angel disse...

É por isso, que lendo o seu texto, me veio à mente uma passagem biblica que diz que "é das crianças o reino dos céus" ;)

bjaum

http://infonews2012.blogspot.com/2009/05/era-do-big-brother.html

Miojo disse...

Eu tbm sinto falta disso x.x (tirando andar na rua sem pisar nos coisinhas que eu ainda faço isso zD)

mas eu sei como eh pequena
talvez nao como vc
eu to sempre perdido em buscas em vão x.x
perdido atras de outras pessoas x.x
perdido tentando fazer alguem feliz
que as vezes nao sobra nada pra mim


Adoro o jeito que vc escreve
Minha pequena.

Jenny disse...

Que texto lindo, me vi em várias das situacões descritas, vontade de tirar férias de tudo e ficar só comigo.

Jean B. Pimentel disse...

uma vez me disseram q crescer é isso, vc so tem tempo para as obrigações, nao sei se concordo e nem se descordo.

PS: o meu ultimo post foi uma metafora sobre isso, as obrigações q guiam nossa vida

http://confissoesdamadrugada.blogspot.com/

Tatinha Rodrigues disse...

Lendo esse texto me deu tanta saudade da minha infância...
Eu rezava pra crescer logo, ficar adulta e independente!
Hahaha...
Eu era feliz e não sabia!

Parabéns, adorei seu blog! ;)

karolzinhasb disse...

é verdade... e é sempre necessário sair da rotina.. beijão o blog tha otimo

Rui disse...

a rotina nos leva, nos toma, tira nossa consciencia
passamos muito tempo sem olhar pra dentro
e vamos cada vez mais ficando distante a inocência
adorei
e olha, a gente pode voltar a ser um pouco como uma criança
basta olhas mais pra dentro, e fazer coisas simples, voltar a se encantar com coisas simples
é um exercicio que nos faz bem
podemos voltar a ser aquela que era feliz rs
-----------------
gostei deste comentário: É por isso, que lendo o seu texto, me veio à mente uma passagem biblica que diz que "é das crianças o reino dos céus"

bjaum
-----------------
acredito que seja possível conciliar as responsibilidade com a criança interior rs